domingo, 6 de março de 2011

O Tesouro de Um Amigo



 O calor humano da amizade não é  questão de romantismo,
mas   uma  questão de sobrevivência.  O amigo é uma fonte
inesgotável de alegria,  de  ajuda,  de  felicidade. O  melhor
remédio  para  as   horas  em  que o  sofrimento
nos joga no hospital-da-vida...

                                                                


1 - UM GRITO PARADO NO AR

         E o Pequeno Príncipe, andarilho incasável de tantas estradas subiu até o alto de um rochedo e  lá de cima gritou ao mundo:
- Estou só, tremendamente só. Onde estão meus amigos?
        O Pequeno Príncipe, que sabia das coisas, é um símbolo do coração humano, faminto de amor, sedento de amizade.
        Outro dia, festejávamos a Irmã Cecília, coordenadora de uma comunidade religiosa. Foi uma celebração eucarística muito família, impregnada de fé, espírito de oração e de amizade fraternal, assim de brotar lágrimas na alma de muita gente que lá se achava.
        Na hora das preces do grupo, a homenageada rezou "por todos aqueles que ainda não tiveram a graça e a sorte de encontrar um verdadeiro amigo, uma verdadeira amiga no percurso da sua existência".
        Foi um momento de impacto e ternura envolvendo o ambiente. Aquela prece tão breve e liberada com tanta espontaneidade ecoou profunda e indelevelmente em meu coração.




Este texto e a sequencia de textos a seguir fazem parte de um antigo livro que pertence a minha madrinha (acho que ela nem lembra mais dele) e que encontrei perdido no meio de minhas coisas. O licro está sem capa, faltam algumas páginas, está rabiscado, mas tem textos maravilhosos. Resolvi publicar alguns dos para que não se percam no tempo. Como livro está sem capa, e perdeu algumas páginas não foi possível identificar o autor e por isso não dei os créditos a ele, mas continuo  procurando algum indício de quem o escreveu.

0 Pétalas (ou espinhos):

Postar um comentário